Moçambique e Tanzânia Afinam Estratégias de Combate ao Terrorismo

Moçambique e a vizinha Tanzânia comprometeram-se Sexta-feira (28) a afinar as estratégias para o combate ao terrorismo, particularmente ao longo da linha de fronteira que separa os dois países, norte do país.

O facto foi anunciado pelo Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, em declaração à imprensa, havida em Pemba, capital da província nortenha de Cabo Delgado, na companhia da sua homóloga da Tanzânia, Samia Hassan Suluhu, que realizou uma visita de trabalho de um dia a Moçambique. [Veja em video alguns momentos da visita a Presidente Tanzaniana: https://www.facebook.com/NyusiConfioemti/videos/244456294537025]

O que esperar da cimeira da SADC sobre a crise em Cabo Delgado? |  Moçambique | DW | 08.04.2021
Samia Hassan Suluhu, Presidente da Tanzania

As Forças de Defesa e Segurança (FDS) de ambos os países fizeram se representar ao mais alto nível no encontro entre os dois Chefes de Estado, durante o qual, disse Nyusi, as partes assumiram o compromisso de, brevemente, reunirem-se para desenhar novas estratégias.

“Vimos que o inimigo está a aperfeiçoar-se psicologicamente para poder manipular a mente dos nossos concidadãos e não só a população no campo, mas também nas cidades”, disse. Referiu que os insurgentes atravessam constantemente a fronteira comum, razão pela qual é de interesse de ambos os países abordar o problema do terrorismo com mais vigor.

 Nyusi também anunciou que a visita tinha por objectivo reforçar as relações bilaterais de cooperação entre ambos os países. “Como muito bem sabem, a Tanzânia sempre esteve do nosso lado em todos os momentos históricos, em todos os momentos, antes da nossa independência, durante a nossa independência”, afirmou.

Presidente da República Filipe Nyusi participa hoje nos 60 anos da  independência da Tanzania / Notícias / Imprensa / Início - Portal do  Governo de Moçambique

Por isso, quando a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) decidiu apoiar Moçambique no combate ao terrorismo, a Tanzânia foi o primeiro país que disse: “estou aqui pronto com homens para poder ajudar os nossos irmãos”.

A Tanzânia é um dos países que integra a Missão Militar da SADC para Moçambique (SAMIM) para combater os terroristas que semeiam luto e terror em Cabo Delgado. Já a estadista tanzaniana disse que veio saudar o Presidente moçambicano e inteirar-se dos problemas de desenvolvimento, de paz e segurança e avaliar como ambos os países poderão trabalhar juntos, bem como reiterar o compromisso de cooperar com Moçambique.

“A Tanzânia está aqui para trabalhar junto com Moçambique em assuntos de desenvolvimento, paz e segurança”, concluiu.

Para mais detalhes e acesso a outros serviços da AIM contacte o Departamento de Relações Publicas e Marketing em https://aim.org.mz/sample-page/

(AIM)

Telinforma/JSA