Moçambique/Covid-19: MISAU Intensifica Testagem na Fronteira de Ressano Garcia em Maputo

O Ministério moçambicano da Saúde (MISAU) esta’ a reforçar medidas de despiste e combate a Covid-19 na fronteira de Ressano Garcia, entre o Pais e a Africa do Sul, que regista um movimento considerável de pessoas, três dias depois de ter sido detectado, naquele Pais visinho, e anunciada pela primeira vez, a nova variante designada B.1.1.529.

Segundo a Médica-Chefe da Província sulista moçambicana de Maputo, Celestina da Conceição, em declaracoes hoje (27/11) `a STV, as acções desenvolvidas pelas autoridades moçambicanas consistem em testagens rápidas e PCR aos cidadãos nacionais, sendo que para os estrangeiros devem apresentar o comprovativo de terem sido vacionados.

Conceição recordou que ”nos últimos três dias os casos aumentaram, ontem (26/11), a África do Sul diagnosticou 3 mil casos. Por isso, reforçamos a nossa equipe técnica de saúde para intensificar a vigilância do movimento migratório, porque constatamos que a maioria dos moçambicanos entrava no País sem a comprovação de testagem”.

Cosiderando que o teste PCR só disponibiliza os resultados 24 horas depois, Conceição garantiu que o Ministério reúne condições e meios para localizar os cidadãos testados positivo para posterior assistência.

”Antes da testagem fazemos a recolha de dados dos cidadãos. Para os testados via PCR, nós temos a capacidade de seguir os que apresentarem os resultados positivos, não importam a província. Temos uma base de dados que enviamos a todas as delegações do país para dar segmento a estes casos”, vincou Conceição.

Por outro lado, Conceição garantiu que a Província de Maputo tem a capacidade de fazer os testes, sem depender do Instituto Nacional de Saúde. ”Neste momento temos um laboratório de biologia molecular com capacidade de 2 mil testes por dia”, assegurou.

A testagem na fronteira de Ressano Geracia segue ‘as declarações, esta semana, do Ministro moçambicano da Saúde, Armindo Tiago, que face ao alerta da nova variante da Covid-19, disse que neste momento o País está em alerta máximo, uma vez que a nova variante foi detectada num País vizinho.

O país conta com oito casos de infecção pelo novo Coronavírus - COVID 19 -  Fica Atento
Armindo Tiago, Ministro da Saude

Apesar da descoberta da variante não ser de todo uma novidade para os especialistas que sabem que o vírus precisa criar novas variantes para sobreviver, o Ministro da Saúde garantiu que o Governo já se organizava para lidar com o vírus. O reforço da fiscalização das fronteiras, com a obrigatoriedade de testagem da doença, é uma das principais medidas.

“Aperfeiçoar o controlo a nível das fronteiras, aí teremos que garantir que começamos a fazer testagem obrigatória a todos aqueles que não tiverem teste, essas medidas já estão ser preparadas pelo Ministério da Saúde e a partir das próximas semanas, mesmo sem termos aumento do número de casos iremos tomar essas medidas”, explicou Armindo Tiago.

As fronteiras com maior movimento migratório, como a de Ressano Garcia, que se prevê o aumento da entrada de cidadãos no país, nas próximas semanas por conta da quadra festiva, serão as mais vigiadas. “Maior movimento, maior número de brigadas de testagem”, sublinhou.

A nova variante B.1.1529 é geneticamente diferente das outras e apresenta várias mutações, mas ainda não se sabe se é a mais mortífera ou não.
(AIM)
Paulo Cossa (PDC)/JSA