CPLP apoia combate ao terrorismo em Cabo Delgado

Os deputados da Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (AP-CPLP) aprovaram duas resoluções e seis moções, uma das quais sobre o apoio a Moçambique, no combate ao terrorismo, e os trabalhos que decorrem na Guiné Equatorial para abolir a pena de morte.

A aprovação da proposta de apoio a Moçambique só foi possível depois de a agremiação dos países de língua portuguesa ter analisado a situação em Cabo Delgado, onde ataques armados desalojaram milhares de pessoas e provocaram vítimas mortais.

“Os parlamentares da CPLP expressam a sua solidariedade para com o povo moçambicano e com os esforços das autoridades da República de Moçambique, tendo em vista a devolução das condições de normalidade e de segurança naquela região bem com das populações, e das condições necessárias ao desenvolvimento do país, não deixando de estar atentos às possibilidades de cooperação internacional que as autoridades moçambicanas considerem apropriadas à estabilização da situação da paz e segurança”, salienta a moção.

Segundo escreve a Angop, os deputados da AP-CPLP tomaram, também, boa nota dos trabalhos em curso na Guiné Equatorial, para a revisão das leis penais, criando a expectativa de avanços significativos em matéria de abolição da pena de morte no país.

Ainda na senda das aprovações de propostas, os deputados aprovaram moções de apoio a Angola e Timor-Leste devido aos desastres naturais que causaram vítimas mortais e a destruição de infraestruturas, e na sequência das explosões ocorridas na cidade de Bata, Guiné Equatorial.

(AIM)

OP/JSA