O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, trabalha hoje e amanhã na província de Tete, onde vai dirigir, no distrito de Cahora Bassa, a cerimónia do lançamento do projecto de desenvolvimento da Aquacultura de Pequena Escala (PRODAPE)e vai inaugurar o Centro de Saúde de Chingodzi, no âmbito do Projecto “Um Distrito, Um Hospital”.

Amanhã, o estadista moçambicano procede em Mutarara, ao lançamento da 1ª pedra para a reconstrução da linha férrea Dona Ana/Vila-Nova da Fronteira no limite com o Malawi, uma infra-estrutura paralisada em Setembro de 1986.

A reconstrução desta linha com uma extensão de 44,6 KM e outras infra-estruturas adjacentes, vai abrir a circulação de comboios comerciais do Porto da Beira até ao vizinho Malawi, permitindo que as infraestruturas ferro portuárias do país respondam aos desafios da cadeia logística da Região Austral de África no contexto da Comunidade de Desenvolvimento da Africa Austral (SADC).

Nesta deslocação, o Chefe do Estado faz-se acompanhar pelos ministros do Mar, Águas Interiores e Pescas, Augusta Maita; dos Transportes e Comunicações, Janfar Abdulai; PCA dos Caminhos de Ferro de Moçambique, Miguel Matabel; quadros da Presidência da República e de outras instituições do Estado.

(AIM)

noticias/JSA