Gina Guibunda, Porta-Voz do MINEDH

O Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH) diz que a menina que foi agredida, quarta-feira, se encontra “aparentemente” a gozar de boa saúde, embora ainda não tenha tido contacto com nenhuma equipa médica para avaliar o seu estado.

Segundo o ministério, o incidente teve lugar na Escola Secundária 4 de Outubro, em Ressano Garcia, província de Maputo. A porta-voz do sector, Gina Guibunda, diz que, neste momento, a vítima, o agressor, os seus encarregados e a direcção da Escola estão reunidos cujo ponto em abordagem é a agressão em causa.

A nível central, nada está a ser feito senão “condenar veementemente a acção” e “aguardar pelos resultados do encontro que está a decorrer na escola”. Aliás, segundo Gina Guibunda, “o assunto será resolvido a nível local”.

A agressão veio à tona através das redes sociais, onde um aluno faz rasteira na sua colega que, na sequência, cai pela cabeça, batendo o banco da carteira antes de ir ao chão. As imagens mostram a menina imobilizada, enquanto o agressor olha para ela.

ESCOLA EXPULSA JOVEM AGRESSOR DA MENINA EM RESSANO

Depois da reunião havida, na tarde esta quinta-feira, a Escola 4 de Outubro de Ressano Garcia, província de Maputo, decidiu expulsar o menino que terá agredido à sua colega, dando-lhe uma rasteira que originou uma queda cruel, batendo cabeça na carteira antes de chegar ao chão.

Um comunicado da Escola indica que a decisão foi tomada depois de se ter ouvido os encarregados de educação das duas partes e também outros alunos que presenciaram o acto na quarta-feira.

(AIM)

OP/JSA