O Presidente da República de Moçambique e em exercício da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), Filipe Nyusi, convocou para esta semana uma cimeira extraordinária da Dupla Troika da organização regional, tendo como agenda principal o terrorismo em Moçambique.

O Chefe do Estado fez este anúncio na abertura da IV sessão ordinária do Comité Central (CC) da Frelimo, de que é também presidente, evento realizado no fim-de-semana, na Matola, província de Maputo.

“Para a próxima semana, tivemos a iniciativa de convocar mais uma cimeira extraordinária da Dupla Troika que terá como tema central a situação de segurança em Moçambique”, disse Nyusi.

Deixou claro que a convocação da cimeira é prova de que Moçambique está ciente de que não pode combater este fenómeno global sem apoio dos outros, desde que seja dentro das condições estabelecidas pelo Governo.

Elogiou a determinação das Forças de Defesa e Segurança que continuam a defender a soberania nacional.

Segundo Nyusi, as FDS frustraram, sexta-feira, uma tentativa de ataque terrorista à aldeia de Olumbe, no distrito de Palma, província de Cabo Delgado. Nesta incursão, os terroristas  executaram cinco membros do grupo, o que, segundo o Presidente, mostra o nível de impiedade destes homens

Há sensivelmente três semanas, uma cimeira da Troika de Defesa e Segurança da SADC foi adiada devido à ausência de dois, dos três membros do órgão.

(AIM)

Not/JSA