O município de Quelimane, capital da provincia central moçambicana da Zambézia, está a asfaltar vias nos bairros da urbe. O edil de Quelimane, Manuel de Araújo, fez saber que o asfaltagem em curso, está a ser feita com fundos locais, fundos de estradas e do Banco Mundial.

Espera-se que, este ano, sejam intervencionados pelo menos 10 quilómetros. Cerca de 100 milhões de meticais serão  investidos para viabilizar o projecto. A avenida Lurdes Mutola, a estrada que liga o bairro Brandão a escola Filipe Jacinto Nyusi, avenida Max Love fazem parte do leque das vias a serem asfaltadas.

“Iniciamos este ano, com o lançamento de primeira pedra de três vias. A primeira foi a avenida Lurdes Mutola que passa pela Universidade Católica até ao campo e mercado de Chirangano, depois temos a segunda localizada no bairro Soco que já está no processo de impregnação que vai até à Linda Eventos, temos a terceira que sai do mercado de Brandão que vai até a Escola Secundária Filipe  Jacinto Nyusi”, disse  de Araújo, citado pelo ”O Pais”.

Além das três obras já referidas, a edilidade também tem outros projectos em manga. “Temos também a avenida Max Love que é a ex-avenida de Maputo, temos, também, a que sai do mercado de Brandão, com a zona de cruzamento da avenida 25 de Junho, e para além de processo de tapamento de buracos, que é na verdade um processo cíclico que ocorre durante a época pós-chuva”, referiu o edil.

De Araújo fez saber que a edilidade conseguiu um financiamento de cerca de 25 mil euros do governo português para criação de ciclovias, isto é,  faixas dedicadas apenas a bicicletas.

(AIM)

O Pais/JSA