O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, recebeu, Quinta-feira, em audiência, os Bispos da Conferência Episcopal de Moçambique (CEM), numa reunião na qual abordaram assuntos de carácter social.

De acordo com D. Lúcio Andrice Muandula, Bispo de Xai-Xai e presidente da CEM, durante a conversa tida na audiência, o Presidente da República mostrou estar atento às necessidades da juventude.

“A Igreja gostaria de que a juventude vivesse uma vida diferente da que está a viver, por isso encorajamos o povo, em particular à juventude, no sentido de procurar cultivar as suas esperanças e sonhos, e trabalhar para que se realizem”, disse o prelado.

Sobre o decurso da audiência, o Presidente da CEM afirmou que o encontro foi cordial e ajudou a Igreja a compreender os aspectos que não eram do seu conhecimento, anotando que a sensibilidade do Presidente da República foi boa desde o princípio, pois o leque das matérias abordadas se expandia ao longo da conversa e a CEM saiu satisfeita.

“Foi um encontro privado que solicitámos para conversar com Sua Excelência, o Presidente da República, e trazer alguns pareceres da Conferência Episcopal de Moçambique sobre a situação do país nas diversificadas vertentes, mas acabámos abordando assuntos atinentes à situação da sociedade em geral, assim como da igreja em particular”, referiu D. Lúcio Andrice Muandula.

O Chefe do Estado agradeceu a disponibilidade da CEM, para dar a conhecer os resultados da Conferência Episcopal recentemente realizada, na qual foram apontados muitos aspectos, não só do interesse da Igreja, mas também dos moçambicanos no geral.

O Estadista saudou a prontidão da CEM, afirmando que este gesto mostra a sua preocupação em procurar soluções colectivas para o país, contribuindo como parte da sociedade para, em conjunto, encararem os desafios que o país enfrenta.

(AIM)

O Pais/JSA