O Presidente da República de Mocambique, Filipe Nyusi, apelou, na manhã de hoje em Monapo, provincia nortenha moçambicana de Nampula, aos alunos, pais e encarregados de educação, professores e gestores escolares, para que assegurem aos seus educandos meios de prevenção da covid-19, em casa e na escola.

A prevenção não é apenas responsabilidade do Governo, mas de toda a sociedade, explicou Nyusi, quando orientava as cerimónias centrais da abertura do ano lectivo escolar 2021, sob o lema “por uma educação inclusiva patriótica e de qualidade”.

“Aos alunos aconselhamos que cumpram rigorosamente todas medidas de prevenção da covid-19, em casa, na escola, e no percurso entre a casa e escola”, reforçou o Chefe de Estado.

Durante o evento, Nyusi procedeu com a inauguração da escola Secundária de Carapira e lançou o plano de Acção para a Aceleração da Alfabetização de Jovens e Adultos em Moçambique (2021-2029).

O estadista sublinhou que a decisão da retoma das aulas presenciais pode ser revertida caso não sejam observadas as medidas de prevenção decretadas pelas autoridades da saúde e a pandemia se propague de forma descontrolada.

O Presidente alertou ainda que, pelo incumprimento das medidas preventivas, poderão ser responsabilizados, todos prevaricadores que fazem brincadeiras para obrigar à interrupção das aulas.

Sobre a nova escola, Nyusi exortou a comunidade escolar para conservar a mesma e garantir que as aulas decorram num ambiente acolhedor para os alunos, professores e gestores.

O arranque das aulas está marcado para segunda-feira, 22 de Março de 2021, nos sistemas de Ensino Geral e de Educação de Adultos, sob a observância de todas as medidas de Prevenção e Mitigação da Covid-19, constantes no protocolo do Ministério da Saúde.

Nesta deslocação, o Presidente da República, faz-se acompanhar pela Ministra da Educação e Desenvolvimento Humano, Carmelita Namashulua, quadros da Presidência da República e de outras instituições do Estado.

(AIM)

JN/JSA