Pelo menos 1.130 pacientes recuperaram da COVID-19 nas últimas 24 horas, em Moçambique, passando para 39.806 indivíduos previamente infectados pelo novo coronavírus declarados livres da doença.

Segundo o Ministério da Saúde (MISAU), todos os casos recuperados hoje anunciados são indivíduos de nacionalidade moçambicana.

Num comunicado de imprensa, o MISAU anuncia a morte de sete pacientes devido à pandemia, dos quais quatro do sexo masculino e três do sexo feminino, todos de nacionalidade moçambicana e cujas idades variam entre 23 e 83 anos de idade.

Neste período, houve o registo de 23 novos internamentos e 14 altas hospitalares.

“No país existe, até o momento, um cumulativo de 2.593 pacientes internados, dos quais 234 estão actualmente nos Centros de Internamento de COVID-19 e em outras Unidades Hospitalares (72,6 por cento destes pacientes encontram-se na Cidade de Maputo)”, refere o comunicado que actualiza a situação da COVID-19 no país.

Ainda nas últimas 24 horas, 621 pessoas testaram positivo para COVID-19, de um total de 3.099 amostras de indivíduos suspeitos.

“Dos novos casos hoje reportados, 609 têm nacionalidade moçambicana, 10 são estrangeiros e dois são indivíduos de nacionalidade ainda por identificar”, explica a nota, acrescentando que todos os novos casos hoje reportados resultam de transmissão local.

A província de Cabo Delgado, com 130 casos, lidera o número dos novos casos, seguida pela Cidade de Maputo com 115 casos.

Assim, o país tem cumulativamente 58.218 casos positivos registados, dos quais 57.902 casos são de transmissão local e 316 são importados.

Neste momento, o país tem 17.788 casos activos da COVID-19.
(AIM)
DT/sn