O Presidente da República, Filipe Nyusi, concedeu hoje perdão a dois jovens moçambicanos que, há dias, proferiram palavras ofensivas contra o Chefe do Estado através de um vídeo posto a circular nas redes sociais.

Para o efeito, Nyusi decidiu convidar os jovens referidos para um diálogo, durante o qual concedeu o seu perdão perante a atitude pública dos referidos jovens, explica um comunicado da Presidência da República.

Após serem recebidos pelo estadista, os jovens manifestaram o seu arrependimento e agradeceram o gesto do Chefe do Estado, explicando que a medida emanada no Decreto do Conselho de Ministros visa proteger a população das áreas abrangidas pelo recolher obrigatório, visto que a Região do Grande Maputo apresenta um quadro preocupante de contaminações por Covid-19.

“Em primeiro lugar gostaria de agradecer o perdão do Presidente da República, e como jovem resta-me fazer a minha parte que é demonstrar que o perdão do Presidente não foi em vão, adoptando um comportamento defensivo face à pandemia da Covid-19, e apelar aos jovens e não só, a se juntarem aos esforços do Governo na luta contra esta pandemia”, disse um dos jovens arrependido.

Afirmou que se todos os residentes das zonas abrangidas aderirem às medidas decretadas pelo Conselho de Ministros, a maioria dos problemas que se verificam durante o momento do recolher obrigatório, podia reduzir drasticamente.

Já o seu parceiro, lançou um apelo dirigido a outros jovens no sentido de usarem as redes sociais para publicar conteúdos educativos, e mostrar as boas práticas na luta contra a Covid-19, consciencializando aos outros que esta doença existe e está a causar dor e luto nas famílias moçambicanas.

“Por isso há necessidade de usar a máscara, lavar as mãos e observar o distanciamento social, assim como cumprir com as medidas do Decreto do Conselho de Ministros”, disse.

(AIM)

sg